Programa de Pós-Graduação em História

Oferta de disciplinas

Documento/Link
Formato
Tamanho
Baixar/acessar
Oferta de disciplinas - 2º semestre de 2021
46K

2º semestre de 2021

Disciplina/Prof(s)
Código/
Turma
CR/CH
Nat/
Nível
Horário e período
Local/sala
Seminario de Dissertação
Prof: Ely Bergo de Carvalho
HIS871 - E
04/60
OB/M
Qua: 14:00 às 18:00
Aulas Síncronas (Microsoft Teans)
Ementa: Reflexão sobre o projeto de pesquisa apresentado ao PPGH. Professores de diferentes linhas de pesquisa farão um relato sobre a sua experiência de fazer uma dissertação de mestrado, evidenciando os aspectos metodológicos, dando dicas práticas, eventualmente bibliográficas, acerca de produção de texto etc. Os professores reservarão uma parte da aula para ouvir os alunos da sua linha de pesquisa e, apenas estes, poderão expor resumidamente seus projetos. Assim, o professor poderá opinar em termos metodológicos. Mais que um curso 'técnico' de como produzir uma dissertação, a ideia é mostrar para os alunos que esse é um processo humano, com erros e acertos, desfazendo a ideia de que os alunos estão muito distantes dos professores, mostrando como esses professores também passaram pelo processo de aprendizagem, sofrimento e crescimento, no desenvolvimento do mestrado. Seminário voltados para discutir aspectos teórico-metodológicos dos projetos. Apresentação e discussão coletiva dos projetos.
Seminario de Tese
Prof: Rodrigo Patto Sá Motta
HIS872 - E
04/60
OB/D
Sex: 14:00 às 18:00 (Online)
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: Trata-se de disciplina obrigatória do curso de doutorado em História, que tem por objetivo auxiliar na fundamentação teórica e metodológica dos projetos de pesquisa. Para tanto, será imprescindível uma discussão sobre o lugar e o significado da teoria e da metodologia no ofício do istoriador, que poderá se beneficiar do alargamento do campo de discussões acerca dos fundamentos da escrita da história que caracterizou as últimas décadas. Além dessa reflexão sobre o que significa fazer história, o curso privilegiará o debate dos próprios projetos de pesquisa dos doutorandos e a discussão de textos representativos de tendências teóricas e historiográficas mais próximas das pesquisas de cada um. A busca pelo aprimoramento da fundamentação teórica e metodológica dos projetos de pesquisa, portanto, será acompanhada tanto das discussões de cada proposta em sua individualidade, quanto de uma reflexão mais ampla sobre os condicionantes da historiografia como prática cujos fundamentos devem ser compreendidos em sua própria historicidade.
Tópico Especial I - História e Pensamento Pós-Colonial
Prof: Alexandre Almeida Marcussi
HIS873 - E
04/60
OP/M/D
Ter: 19:00 às 22:30
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: Reflexões sobre as interfaces entre a História e diversas correntes intelectuais habitualmente agrupadas sob o rótulo de 'pós-coloniais'. Algumas das contribuições teóricas e metodológicas da crítica cultural pós-colonial, dos estudos subalternos e das teorias da decolonialidade serão analisadas em relação a suas matrizes intelectuais (como o pensamento anticolonial, o marxismo, o pós-estruturalismo e a psicanálise), com o intuito de repensar as grandes narrativas históricas da modernidade enfatizando questões ligadas ao imperialismo e à raça.
Tópico Especial I - "Reforma da Igreja: religião e política nos 900 anos da Concordata de Worms (1122)
Prof: André Luis Pereira Miatello
HIS873 - E1
04/60
OP/M/D
Sex: 13:30 às 17:10
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: Este curso irá discutir o conceito historiográfico de reforma, que foi aplicado à história da Igreja latina ocidental e que se tornou uma espécie de lógica explicativa do tempo histórico medieval; a partir da análise de documentos históricos relativos ao debate entre papado e império sobre as relações entre o Estado e a Igreja, durante os séculos XI-XII, iremos avaliar os compromissos propostos pelos ideólogos do papado e do império, tendo a Concordata de Worms (1122) como referência cronológica.
Tópico Especial I - Escravidão e Mestiçagens na Ibero-América - séculos XV-XIX
Prof: Eduardo França Paiva
HIS873 - E2
04/60
OP/M/D
Qua: 08:00 às 11:00
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: Estudos sobre as formas de trabalho compulsório empregadas nas Américas, especialmente a escravidão, e das dinâmicas de mestiçagens biológico-culturais ocorridas no continente, sob o domínio ibérico e durante o Oitocentos. Estudos sobre os registros historiográficos lato sensu das mestiçagens produzidos entre os séculos XV e XIX.
Tópico Especial I - DISCIPLINA CANCELADA - História da Cartografia: fundamentos, debates e aplicações
Prof: ---
HIS873 - E3
04/60
OP/M/D
CANCELADA
Ementa: CANCELADA
Tópico Especial I - Luzes, Impressos e Apropriações (c. 1719- c. 1888)
Prof: Luiz Carlos Villalta
HIS873 - E4
04/60
OP/M/D
Ter: 14:00 às 17:00
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: A disciplina abordará obras consagradas das Luzes inglesas, francesas e lusitanas, com destaque para os romances. Buscará avaliar, por meio de estudos de caso, apropriações feitas no mundo luso-brasileiro, particularmente em pasquins, na imprensa periódica e na literatura.
Tópico Especial I - Historiografia da Ciência e Epistemologia
Prof: Mauro Lúcio Leitão Condé
HIS873 - E5
04/60
OP/M/D
Qui: 14:00 às 18:00
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: Abordagem da historiografia da ciência produzida ao longo do século XX, com especial atenção para as obras que se constituíram como modelares para a escrita da história da ciência. São analisadas as contribuições historiográficas de autores chaves como Hessen, Merton, Koyré, Zilsel, Bachelard, Canguilhem, Fleck, Kuhn, Shapin/Schaffer e Daston/Galison. O fio condutor é a relação entre historiografia e epistemologia a partir da qual se analisa não apenas aspectos epistemológicos como, por exemplo, o problema da fundamentação do conhecimento, dos critérios de objetividade, relativismo, realismo ou o problema da linguagem na ciência, mas, se investiga também como essas obras centrais da historiografia da ciência instituíram metodologias historiográficas com grande influência na escrita da história da ciência que se desenvolveu amplamente, sobretudo, a partir da segunda metade do século XX.
Tópico Especial I - História dos Animais
Prof: Regina Horta Duarte
HIS873 - E6
04/60
OP/M/D
Ter: 15:00 às 17:00
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: Animais integram a história das sociedades humanas, mesmo que raramente os historiadores lhes tenham dedicado uma reflexão especial. Este curso propõe uma abordagem ampla sobre as relações entre as várias espécies animais, incluindo aí os humanos, em várias regiões do mundo e períodos históricos diversos. Ao longo das aulas e debates, destacaremos temas como coexistência, história e biologia evolutiva, agência, fontes documentais, historiografia, domesticação, animais selvagens, extinção, pragas, antropomorfismo, antropocentrismo, Alguns objetivos específicos: 'avaliar como as relações homens/animais que nos parecem dadas desde sempre são produto de transformações históricas; 'discutir como a história humana está profundamente interligada ao mundo natural, e esse inclui os animais. 'considerar as formas como as diferentes sociedades humanas afetam a vida dos animais, assim como os animais foram e continuam sendo agentes transformadores das sociedades humanas. 'compreender a história dos animais no âmbito global de processos, transformações, práticas, enfim, como a história dos animais nos possibilita uma excelente visão da história global. 'conectar mudanças de relações e sensibilidades a processos mais amplos de transformação econômica e cultural. 'debater temas como antropomorfismo, antropocentrismo, papel dos animais na construção de identidades humanas, coexistência, agência., cativeiro, vida selvagem. 'buscar uma perspectiva transdisciplinar sobre os animais na história. 'Obter melhores condições de refletir sobre as relações entre homens e animais em nosso mundo contemporâneo, considerando questões éticas, diferenças culturais e desafios. Sobretudo, desejamos pensar além de visões maniqueístas ou militantes que acabam fazendo da questão animal um debate predominantemente emocional, estranho ao foco acadêmico de nosso curso.
Tópico Especial II - Negacionismos e revisionismos históricos como temas de análise
Prof: Igor Tadeu Camilo Rocha
HIS874 - E
02/30
OP/M/D
Ter: 09:00 às 12:15

19/10/21 a 11/01/2022
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: Esta disciplina pretende abordar os negacionismos e revisionismos históricos enquanto temas de análise e de pesquisa, mas também como problemas tocantes à própria atuação de historiadores e historiadoras no debate público. O objetivo é desenvolver um debate em torno desses temas, de maneira a entender negacionismos e revisionismos históricos enquanto objetos de combates epistemológicos e políticos nos quais os profissionais atuantes na produção e ensino de história possuem papel relevante. Um dos enfoques da disciplina será perceber como essas formas de narrar o passado contribuem para construção de identidades e ideologias políticas. Por fim, também objetivamos discutir como os negacionismos e revisionismos se inserem num quadro mais amplo de difusão de narrativas sobre o passado na web 2.0, em espaços onde cada vez mais os circuitos tradicionais de produção e leitura de escritas sobre o passado se afasta das dinâmicas anteriores as das mídias digitais.
Tópico Especial II - O Brasil no Atlântico: administração, contestações, famílias e saberes na Época Moderna
Prof: LUCIANE CRISTINA SCARATO
HIS874 - E1
02/30
OP/M/D
Sex: 09:00 às 12:00

15/10/21 a 17/12/2021.
Aulas Síncronas (Microsoft Teams)
Ementa: A História Atlântica, um ramo da História Marítima, esteve, durante muito tempo, restrita ao Atlântico Norte. Durante as últimas décadas, ela vem ganhando destaque no Brasil, porém o caminho a percorrer ainda é longo. O objetivo dessa disciplina é estudar a conexão entre os Atlânticos Sul e Norte a partir da análise de quatro temas, com ênfase no Brasil: 1. estruturas administrativas, 2. contestações ao poder, 3. diásporas, imigração e famílias; 4. circulação de saberes. Serão analisadas não apenas as relações do Brasil com a Península Ibérica e Europa, mas também com a África e América Latina. Longe de esgotar as inúmeras possibilidades do campo da História Atlântica, esses temas abrem as portas para pesquisas que vão desde a história política e econômica à história da alimentação e dos ofícios. Espera-se, dessa forma, contribuir para uma melhor compreensão da História do Brasil de forma global, integrada e diacrônica.

Redes sociais

© 2015 - Pós-graduação em História - UFMG. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: Augusto Carvalho dos Santos e Eduardo Paci Galvão